sábado, 11 de outubro de 2008

Pergunto ao vento que passa noticias do meu País

"Posso escrever os versos mais tristes esta noite..." Neruda


Quando acedi aos sites dos jornais portugueses não queria acreditar. À noite, quando vi na Euronews, o meu mundo de crenças no socialismo ruíu.
Não deixa de ser irónico que, no mesmo dia em que foi anunciado o Prémio Nobel da Paz 2008, a maioria dos deputados na Assembleia da República Portuguesa, votaram contra o casamento entre Homossexuais ( a ironia aumenta se tivermos em consideração que no mesmo dia o julgamento da Fátima Felgueiras, a puta chique do momento, foi adiado...O saco que é azul vai perder a cor de tanto esperar pela justiça)
Não pude conter lágrimas de revolta. Como podem injuriar os Homossexuais desta maneira?Que direito teem os deputados de segregar-lhes o amor ?
Aqueles que teem mais preguiça de pensar (Para quê pensar?dá tanto trabalho...) defendem que o casamento existe para ser consomado entre pessoas do mesmo sexo porque o objectivo final é a procriação.
Assumo-me como Heterossexual.Assumo que coloco a hipótese de não ter filhos. Deverei, por isto, colocar de parte a hipótese de casar com o meu namorado?
Os pseudo-conservadores vão mais longe e, além de excluírem a possibilidade dos Homossexuais casarem, excluem totalmente a hipótese destes adoptarem filhos sob a índole preconceituosa de que a maioria dos pedófilos são homossexuais.
Como se sabe os pedófilos são pessoas doentes, que não merecem o nosso respeito, ponto final. Se bem me lembro há casos bastantes conhecidos de pedofilia heterossexual, ou seja, homens que violam meninas e mulheres que violam meninos.
O problema da adopção por casais do mesmo sexo
está em nós, não está neles. Somos nós que vamos dizer "olha, lá vai o Joãozinho, filho dos maricas do 2C. Não quero que o meu Pedrinho brinque com ele..."
A paternidade é tão só uma questão de AMOR. Não passa por fertilidade. Se assim fosse deveríamos segregar os estéreis. Deveríamos debater o seu futuro em Assembleia de Republica.
Desde que cheguei à Macedónia convivo diariamente com um casal homossexual. São felizes. São simpáticos. São meus amigos. São normais.
Quanto à fisiologia, tal como nós, 70% do corpo é composto por água e, tal como nós, precisam ingerir 5 doses de fruta e 3 porções de legumes, por dia, para serem saudáveis.
O sangue deles é vermelho e quando estão constipados fazem "atchim". Tudo me leva a crer que são Seres Humanos. Felizmente, um deles é Espanhol portanto quando se sentirem preparados podem casar-se e ter uma vida normal. É o mais justo tendo em conta que pagam tanto de IVA como nós.
A situação dos Homossexuais em Portugal recorda-me Penelope de Homero esperando pelo seu amor Ulisses enquanto, à revelia de todos, desmanchava a tapeçaria durante a noite.
Assim estão eles, esperando que os deputados desfaçam a tapeçaria da demagogia e entendam finalmente que vivemos numa Democracia.
Penelope esperou 20 anos. Quantos anos terão de esperar estes homens e mulheres?

Mais uma vez reitero a minha confiança, admiração e respeito pelo Manuel Alegre. Provavelmente ele é o meu ultimo ídolo vivo. Mais uma vez reitero a minha crença na Esquerda politica. Poderão trazer-me exemplos de regimes opressores. Dir-vos-ei que a Esquerda estará sempre mais próxima dos Seres Humanos.

4 comentários:

Anónimo disse...

as vezes ainda me passa pela cabeça ser espanhola, é mesmo ali ao lado e a vida corre-lhes melhor

Anónimo disse...

Que texto fantastico,todos os dias se ouvem jornalistas formados para tal devidamente integrados na nossa comunicação social que não tem esta capacidade de se expressar de forma tão clara que possa ser entendida por pessoas com menos instrução academica
BRAVO,BRAVO,BRAVO
PARABÉNS

AMV disse...

Miúda onde andam os editores deste mundo que ainda não descobriram a escritora nata que tu és!
Partilho td o que dizes..até pq o casamento de pessoas do mm sexo foi uma das grandes bandeiras do PS nas últimas eleições...infelizmente cm disse a uns deputados os políticos qd estão no poder começam a tar problemas de memória!
E neste país dito de 1º mundo temos milhares de crianças que precisam desesperadamente de pais...sejam dois homens duas mulheres um homem e uma mulher..whatever! precisam só de amor e carinho e ser gay n se pega...e muitos tem ideiais e ideiais melhores q muito hetero que conheço!
Infelizmente ainda somos muito mente captos...infelizmente para outras coisas já somos espertos!
Miúda linda adoro ler-te! E vibro cada vez q vejo que tens um novo post! E por aí tratam-te bem?! Manda-me a tua morada para te enviar umas coisinhas para matares saudades do teu Portugal da tua cultura! beijos grandes cheios de saudades!
(p.s- vamos ver os depeche para o ano no super rock??? lolll bjs)

debibu disse...

Fonix mulher nem sei o que comentar porque tu já disseste tudo o q havia para dizer e ponto final, vou comentar então o comentário do 2º anónimo, acho que devias pensar sériamente em começar a escrever artigos para jornais ou algo do género, eu abro o Global de manhã todos os dias e penso que merda com artigos que não interessam nem ao menino Jesus, e de repente venho ao teu blog e vejo um post que bate até a Isabel Stilwell.
Gostei muito vou continuar a ler. beijos Débora