sábado, 14 de fevereiro de 2009

Plasticomania



Caros Leitores

Não vos abandonei, nem abandonei a minha cabeça a fervilhar de ideias. Continuo a ser uma Idiota(fazedora de ideias)! Acontece que, ao fim de 5 meses, já estou integrada na comunidade. Já tenho os meus ódios sociais de estimação e as minhas paixões. Já consigo antever aquilo que me vai deixar saudosa e,por outro lado, o que me vai deixar feliz por deixar este país, no dia 15 de Junho de 2009.
Dizem que os Gémeos, o meu signo Zodíaco, tem uma capacidade nata para a comunicação. Pois que seja. Escrevo então este post na esperança que não me abandonem. Nada é mais triste que escrever sem ter leitores. O meu ego não foi feito para viver em solidão, porém quero dizer-vos que adivinho alguma superficiliade nos próximos textos.
Há muitas coisas sobre as quais gostaria de escrever mas estão tão profundamente dentro de mim que nem eu as consigo descodificar. Provavelmente vou demorar bastante tempo até entender toda a “macedónia de sentimentos” que tenho cá dentro.
Assim, vamos à idiotice da semana: Há algum tempo estava no ginásio e vi que uma amiga de uma amiga, durante a aula de Fitness, usa umas calças de plástico. Achei um pouco absurdo mas decidi perguntar-lhe o que era “aquilo”. Explicou-me que era mais uma arma contra a persistente celulite. Parecia convicta.
Não obstante a minha crença de que não existem remédios para a celulite-ela veio para ficar e pronto- decidi experimentar o “milagre” .Fui a uma Apeteka (Farmácia) e comprei um par de “Dolce Plástico & Gabanna”(DP&G). Quando voltei ao ginásio esperei que todas as galinhas saíssem do balneário e, tímidamente, vesti-as debaixo das calças de algodão. Foi tudo muito rápido porque não queria ser apanhada naquelas figuras. Depois,durante o exercício quase nem dei conta que as tinha vestidas. São leves e não fazem barulho apenas parecia mais gorda nas pernas. Bom, mas a surpresa veio no fim. Quando despi aquele aparato todo, estava encharcada numa espécie de água viscosa e nojenta. Tentei ser ainda mais rápida para que, mais uma vez, não aparecesse ninguém.
Acham que sou louca? Pois fiquem mais um bocadinho e vejam o que aconteceu alguns dias depois. Voltei ao ginásio. Pús as DP&G dentro do saco da ginástica mas não estava muito convicta se as deveria usar novamente. Fui o caminho todo a pensar “só volto a vestir esta coisa se não estiver ninguém no balneário”. Quando cheguei estavam um monte de mulheres à volta de uma outra mulher que falava alegremente, em macedónio, sobre qualquer coisa. Discretamente tentei perceber do que se riam e admiravam tanto. Foi então que, em choque, percebi que a “fala-barato” estava completamente envolvida naquele plástico que, em Portugal, costumamos usar para tapar os alimentos e pôr no frigorífico ou para embrulhar sanduíches!Que horror!
Claro que as minhas DP&G ao pé daquilo são uma pérola no entanto não quero ser conhecida por aqui como a estrangeira-que-usa-calças-de-plástico-na-aula-de-ginastica-porque-coitadinha-pausa-deve-ter-incontinência!!!!

2 comentários:

lolita disse...

Fantástico!! Eu sem dúvida que experimentava, nem que fosse para dizer que fiz alguma coisa contra a maldita celulite. Mas não te estava a ver a ti nessas aventuras.

AMV disse...

Lol Sónica só tu! Beijos Grandes!